quarta-feira, 25 de maio de 2016

Bifinhos de Frango com Cogumelos mas sem Natas!

Olá amigos cozinheiros,
Trouxe de casa um grande reportório de receitas. Em todos os dias da semana e ao longo dos anos vi a minha mãe a fazer receitas para almoços, jantares e marmitas. Sempre a vi fazer os pratos que mais gostávamos mas quando alguém não gostava de certa receita ela dava volta à mesma. 

É o caso dos famosos bifinhos com cogumelos e natas. Eu gosto muito de natas. Ela, o meu pai e o Sarinho nem  por isso. Por isso desde pequena que como bifinhos com cogumelos à maneira da minha mãe. Sem natas é certo mas com um molho cremoso e igualmente saboroso. Claro que essa receita veio comigo.

Sempre gostei de observar a minha mãe a cozinhar. Ainda hoje quando chego sento-me na mesma cadeira, perto do fogão, a ver a minha mãe fazer as delicias. E ela diz: "Sai daqui, vais ficar a cheirar a x ou y...!". Mas eu fico na mesma.

Para esta receita usei a nova mostarda da Heinz, a Yellow Mustard e fez alguma diferença na receita. O sabor do molho ficou mais delicado. Foi aprovado por todos!
Um beijinho e até breve.


Bifinhos de Frango com Cogumelos mas Sem Natas

O que faz falta para 3:
500 gr, de Bifes de Frango em tiras 
2 dentes de Alho picados
150 gr. de Cogumelos frescos fatiados
2 colheres (sopa) de Farinha
Sumo de Limão q.b.
1 Gema de Ovo
1 colher (chá) bem cheia de Mostarda
1 Fio de Azeite
Meia chávena (chá) de Vinho Branco
1/4 de chávena (cha) de Água
Pimenta preta, noz-moscada e sal.

Como Fazemos:
Temperamos o frango com o sal, os alhos, o sumo de limão e o vinho branco. Levamos o azeite ao lume. Aquecemos e juntamos o frango. Deixamos cozinhar. Juntamos os cogumelos e cozinhamos mais um pouco.
Fazemos o molho. Desfazemos a farinha com a água. Mexemos bem para não criar grumos. Temperamos esse molho com sumo de limão, pimenta, noz-moscada. Juntamos a gema de ovo e mostarda. Mexemos tudo muito bem. 
Colocamos o molho sobre o frango e envolvemos até o mesmo engrossar. Apagamos o lume e servimos com arroz, batatas ou salada. 


segunda-feira, 23 de maio de 2016

No Crust Pizza Bites...uma semana atrasados!

Olá amigos cozinheiros,
Estes pizza bites chegaram atrasados uma semana. E porque digo eu isto? Porque me inscrevi para o passatempo da Cozinha Sem Segredos e o prazo terminava na segunda que passou. E eu com muita vergonha não consegui publicar a minha receita a tempo. 

Não vos vou voltar a falar sobre a falta de tempo que tenho tido ultimamente e sim falar-vos desta receita que mesmo tarde vale a pena publicar. É uma receita para os amantes de pizza como eu e para aqueles que procuram uma opção mais leve. 

É fácil e pode ser feita com o que mais gostarem. Mata aquela gula de comer uma pizza familiar inteira e ainda um ou dois pães de alho. É mesmo verdade. Não duvidem! Bora lá?

Um beijinho e até breve.



No Crust Pizza Bites

O que faz falta para 2:

6 fatias de Paio do Lombo 
2 colheres (chá) de Molho de Tomate
Ananás partido em pedaços e escorrido.
2 colheres (sopa) de Queijo da Ilha ralado
Oregãos  Secos q.b.

Como Fazemos:
Começamos por untar as forminhas de queques com um guardanapo embebido num pouco de azeite. Depois colocamos 3 fatias de paio do lombo em cada forminha sobrepostas de forma a tapar todo o fundo da forma. Pressionamos ligeiramente. 
Colocamos depois um pouco de molho de tomate em cada forma. De seguida, colocamos o ananás e cobrimos com o queijo.
Levamos ao forno a 180ºC por 20 a 25 minutos ou até dourar.
Deixamos descansar por uns minutos e retiramos com a ajuda de um garfo. Polvilhamos com oregãos. 



sábado, 14 de maio de 2016

Bolo de Chocolate Denso no Tabuleiro...num sábado cinzento!

Olá amigos cozinheiros,
Escrevo para partilhar convosco a receita de um bolo de chocolate que tem uma textura incomum em comparação aos bolos que coloco aqui, É um bolo de chocolate húmido feito no tabuleiro e que é bem denso. O sabor é bem marcado em chocolate e leite. Óptimo para se comer com um pouco de compota de frutos vermelhos. 
A receita é muito fácil como se quer nos dias que passam a correr. Rende bastante e é cortar quadrados de bolo da medida que bem nos apetecer.
Não podia deixar passar a semana com apenas uma receita no blog. Sinto saudades de me sentar ao computador na mesa da cozinha e começar a divagar sobre as minhas aventuras culinárias. Por isso foi o que fiz nesta manhã de sábado. Porque temos que nos presentear com momentos que gostamos de viver.
Espero que passem um feliz fim-de-semana e cá nos encontramos para a semana. Um beijinho grande.


Bolo de Chocolate Denso no Tabuleiro

O que faz falta:
2 chávenas (chá) de Farinha com Fermento
2 chávenas (chá) mal cheias de Açúcar
Meia chávena (chá) de Manteiga 
200 gramas de Chocolate para Culinária
600 gramas de Leite
2 Ovos batidos
1 Pitada de Sal


Como Fazemos:
Juntamos os ingredientes secos num recipiente e misturamos bem. Derretemos o chocolate e  a manteiga no microondas ou em banho maria. Mexemos e envolvemos a manteiga com o chocolate até obtermos um creme de chocolate. 
Deixamos o creme arrefecer um pouco e misturamos os ovos batidos. Juntamos parte do leite e envolvemos. Adicionamos a mistura seca alternadamente com o leite. 
Batemos a massa. Esta vai ser mais liquida e cremosa. 
Untamos um tabuleiro (usei quadrado) com manteiga e polvilhamos com chocolate em pó. Deitamos a massa no tabuleiro e levamos ao forno pré-aquecido nos 180ºC durante 40 a 45 minutos ou até o palito sair limpo. 
Deixamos o bolo arrefecer um pouco e cortamos em pedaços.




quarta-feira, 11 de maio de 2016

Granola Caseira feita na Actifry em 15 minutos!

Olá amigos cozinheiros,
Desde lado andamos atarefados. Por isso não tenho passado tanto por aqui. Entre a casa, o Sarinho, a família, os amigos, dois trabalhos, um gato, dois pássaros e um peixe a coisa tem sido dificil de gerir. Mas tudo se arranja com boa vontade não é verdade? 
Quando ando assim mais ocupada tenho tendência a descuidar um pouco a alimentação. Eu sei que não é desculpa mas por vezes fico muitas horas sem comer, bebo menos água e por aí a fora. Até que o corpinho começa a dizer que não pode ser. Começo a ficar cansada mais facilmente e a ter muitas dores de cabeça. 

Então e como a vida é mesmo assim com montes de coisas para dar conta temos que arranjar estratégias para continuar a comer bem. Eu não ligava muito a robots de cozinha mas admito que nos ajudam muito. Esta granola é prova disso.
Foi feita na actifry em 15 minutos enquanto no forno demorava muito mais tempo e havia a necessidade de estar sempre a mexer.

E porquê fazer granola em casa? Porque deixa a casa a cheirar bem. E porque podemos fazer a granola com os ingredientes que mais gostamos. Se sai mais barato? Não sei, ainda estou a avaliar. 
Despeço-me com um beijinho e até breve.


Granola Caseira na Actifry

O que faz falta: 
3 chávenas (chá) de Flocos de Aveia
Meia chávena (chá) de Amêndoas laminadas
Meia chávena (chá) de Nozes aos pedaços
4 colheres (sopa) de Coco ralado
2 colheres (sopa) de Canela em pó
Meia chávena (chá) de Mel
1 colher (chá) de Sementes de Linhaça
1 colher (chá) de Sementes de Chia
2 colheres (sopa) de Sementes de Girassol
2 colheres rasas (sopa) de Óleo de Soja

Como Fazemos:
Colocamos todos ingredientes numa taça com a excepção do óleo. Misturamos bem. Colocamos a mistura na actifry e regamos com o óleo. 
Programamos por 15 minutos. Quando terminar colocamos numa travessa para que a granola arrefeça uniformemente. Assim que a mesma esteja fria guardamos em recipientes fechados.
Comemos com iogurte, leite, maçã assada, gelados ou simplesmente à colher. 


domingo, 1 de maio de 2016

Feliz Dia a todas as Mães!

Olá Mães visitantes do nosso cantinho,
Hoje é o vosso dia. Todos os dias do ano vocês merecem ser mimadas e valorizados por tudo o que fazem não só pelos vossos filhos como por toda a família. As Mães são a base de tudo. São vocês que nos ensinam desde um simples atar de sapatos à forma de nos comportarmos perante várias situações. 
Com vocês aprendemos a ser e a sentir. Aprendemos que com pouco se faz muito. E a importância das nossas raízes. Aprendemos o bolo que vocês nos fazem para o lanche por anos e anos. Mais tarde percebemos que quando nos pedem para fazer as tarefas domésticas é para nos educar a sermos melhores no futuro. Porque a escola ensina muita coisas mas há coisas que só as Mães nos podem ensinar. 
Mãe é sinónimo de amor, beijinhos e de abrigo quando estamos aflitos. Vocês mães têm que atender sempre o telefone seja a que horas for porque não vamos nós precisar de saber o tempero daquela comida ou de saber se podemos misturar determinada cor na máquina da roupa que vamos fazer. Mas ao contrário isso não acontece. Podemos ficar sem bateria ou não ouvir e as Mães que fiquem com o coração nas mãos. Quem nunca ralhou com a mãe por ela não atender o telefone e disse: Para que será que queres o telefone?". 
Com isto quero dignificar-vos a todas. Vocês mães dos vossos filhos e animais de estimação, Avós que são Mães ou Pais que também são Mães. Ou simplesmente aqueles que acolheram alguém e o tratam como se de um filho se tratasse. 
Ainda não sou Mãe mas quando for espero ser pelo menos metade do que a minha mãe foi para mim.
Beijinho muito especial. Feliz Dia!


Publicação em colaboração com JMD.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Os primeiros Temakis cá do sítio!

Olá amigos cozinheiros,
Estou tão contenteeee por ter conseguido fazer os meus primeiros Temakis. Afinal não são assim tão difíceis. No entanto, confesso que o primeiro ficou muito feioso. Mas nem isso me deitou abaixo e os seguintes já correram bem. O truque está no enrolar do cone. Se dominarmos esta parte é ver sair temakis uns atrás dos outros. 

Sei que o sushi desperta aquele sentimento de amor/ódio. Por aqui gostamos de comer de vez em quando e os nossos preferidos são os que levam camarão e salmão. É um desafio fazer sushi em casa mas acaba por ser bem divertido e relaxante para quem gosta de cozinhar. 

Bem vamos à receita? Não é difícil. Juro!!!!! Um beijinho e até breve.


Temakis 
O que faz falta para 6: 
Para o arroz
1 chávena (chá) de Arroz para sushi
2 chávenas (chá) de Água
Para o tempero do arroz
35 ml de Vinagre de Arroz para sushi
25 gr. de Açúcar 
1 colher (café) de Sal
Para o Recheio (podem fazer ao vosso gosto)
Camarões cozidos ou panados
Pasta de Delícias do Mar (delícias do mar e maionese)
Salmão 
Vegetais variados cortados em tiras muito finas (abacate, cenoura, pepino...)
Sementes (usei de sesámo e de papoila)
Cebolinho picado
Para a montagem
6 folhas de Nori
Água fria


Como Fazemos:
Começamos por fazer o arroz. Lavamos o arroz em várias águas para tirar toda a "goma" do arroz. Este processo deve ser feito com delicadeza para não danificar o arroz e até a água sair limpa.
Colocamos o arroz numa caçarola e adicionamos a água. Levamos ao lume tapado e deixamos cozer até que toda a água evapore. Vigiamos para que o arroz não pegue. Apagamos o lume e deixamos o arroz repousar por uns 30 minutos. Entretanto fazemos o tempero do arroz. Levamos a lume brando o vinagre com o açúcar e o sal. Deixamos ferver mexendo sempre para dissolver o açúcar.
Colocamos o arroz numa travessa e espalhamos o tempero por cima. Envolvemos delicadamente com uma colher de pau para ficar temperado uniformemente. Deixamos o arroz repousar mais uns minutinhos enquanto vamos preparando o recheio do sushi.
Depois começamos a montagem. Cortamos a folha de sushi ao meio. Humedecemos as mãos em água fria e numa das extremidades colocamos o arroz. Pressionamos. De seguida colocamos o recheio a gosto. Enrolamos em forma de cone e colocamos um pouco de água na ponta da folha nori para colar. Perfumamos com cebolinho picado e servimos. 



sexta-feira, 22 de abril de 2016

Feijoada de Choco...aquele prato que cheira a comida caseira!

Olá amigos cozinheiros,
Cá por casa somos amantes de choco e de feijoada. Feijoada é um daqueles pratos que são mesmo aconchegantes e me fazem lembrar a casa dos meus pais. A minha mãe é uma daquelas cozinheiras que faz magia com meia dúzia de ingredientes. Talvez por isso eu tenha este fascínio pela cozinha desde pequena. 

Apesar de adorar este prato não sou fã daquelas versões mais pesadas com carnes muito gordas. A minha variação preferida é esta. A feijoada de choco ou de marisco. Faço quase sempre com um arroz branquinho para equilibrar as coisas. E a verdade é que é uma delícia comer o arroz com o molho da feijoada. Não acham?


Acho que o segredo de uma boa feijoada é esta ir cozinhando lentamente e em lume brando. Tenho feito sempre assim e nunca falha. Claro que a receita é da minha mãe e isso por si já ajuda. 
É daqueles pratos que não agrada a todos mas por aqui não conseguimos resistir. É perfeito para aquele almoço de Domingo mais demorado. Como estamos no tempo do choco é a altura ideal para o fazer. 
Vamos à feijoada? Um beijinho e bom fim-de-semana prolongado! ;)


Feijoada de Choco

O que faz falta para 3:
1 fio de Azeite
2 dentes de Alho
1 Cebola picada
4 colheres (sopa) de Vinho Branco
2 Tomates descascados e aos cubos
1 Choco fresco, limpo e em pedaços
800 gramas de Feijão Branco cozido
250 gramas de Camarões descongelados
1 ramo de Coentros frescos
Sal e Pimenta Branca q.b.

Como Fazemos:
Começamos por colocar um fio de azeite num tacho largo. Deixamos aquecer e juntamos a cebola e os alhos. Quando a cebola estiver mole juntamos o tomate e o vinho branco. Cozinhamos tapado e em lume branco até que o tomate esteja desfeito. Vigiamos de vez em quando e se necessário juntamos um pouco de água. 
Adicionamos o choco para que cozinhe por 5 minutos. De seguida, colocamos o feijão com parte da água que vem no frasco. Temperamos com sal e pimenta. Deixamos cozinhar em lume brando até que o feijão esteja no ponto para isso vamos provando.
Juntamos os camarões e uma parte dos coentros picados. Quando os camarões estiverem cozinhados desligamos e adicionamos mais um pouco de coentros.
Servimos quentinha com arroz branco a acompanhar. 


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Um Clássico: Salame de Chocolate que não suja as mãos. #vídeo

Olá amigos cozinheiros,
Vamos a meio da semana mas já estamos a pensar no fim-de-semana grande não é verdade? Eu estou! :) Vai saber tão bem descansar um dia a mais. Confesso que este tempo cinzento já me cansa. Quero sol e cores de primavera. Mas enquanto esse tempo não vem vamos fazendo uns docinhos para compensar. 

O salame de chocolate é aquela receita que toda a gente devia saber fazer. Eu aprendi em miúda e nunca mais me esqueci. É um clássico. Cá em casa adoramos e esta receita já me acompanha há anos. Confesso que não o faço muitas vezes mas de vez em quando alguém fala nisso e lá me lembro de fazer.

Oiço muita gente dizer que não faz salame porque fica com as unhas pretas de o misturar. Pois esta receita é perfeita. Não há vestígios de salame nas unhas no final da sua confecção. Por ser uma receita que eu acho vencedora fiz-vos um vídeo para exemplificar como é bem fácil. 
É daquelas receitas que miúdos e graúdos gostam. Que nunca nos deixa ficar mal e que não podemos deixar de ter no nosso caderno para passar de geração em geração. 

Espero que gostem, que vos sejam útil e que aproveitem o próximo fim-de-semana grande da melhor forma. quem sabe a fazer salame para a vossa família. Um beijinho grande.  

Salame de Chocolate

O que faz falta:
2 Ovos
150 gr. de Açúcar
200 gr. de Manteiga
200 gr. de Chocolate em Pó
400 gr. de Bolachas Maria


Como Fazemos: 
Começamos por partir as bolachas em pedaços. O ideal é partir em pedaços muito pequenos e em pedaços médios. De seguida, derretemos a manteiga com o açúcar. Assim que esteja tudo derretido adicionamos o chocolate em pó e mexemos bem até obtermos um creme.
Batemos os ovos e incorporamos no creme de chocolate mexendo energicamente para que não cozam.
Num recipiente alto, colocamos as bolachas partidas. Vertemos o chocolate por cima e com uma colher de pau mexemos bem até o chocolate ter coberto todas as bolachas.
Abrimos uma folha de papel de alumínio sobre uma mesa e polvilhamos com açúcar. Com a ajuda da colher depositamos a mistura para o salame no papel de alumínio. Embrulhamos no papel de alumínio e moldamos de forma a obtermos um rolo.
Levamos ao frio até 4 horas ou até o salame estar durinho. Partimos em fatias com uma faca afiada. Retiramos o papel de alumínio que envolve o salame e servimos fresquinho.