sexta-feira, 5 de junho de 2015

#Reflexões de Algibeira - Trabalhar em Casa: Loucura ou Perfeição?


Há muitos dias que fico em casa a trabalhar. Isto assim até soa bem não é verdade? A realidade é que como trabalho por objectivos o sitio onde desenvolvo o trabalho é irrelevante. Claro está, desde que o faça e que chegue a horas. 

No meio criativo ou mais precisamente no meu caso funcionamos bem assim. De vez em quando trabalhamos em casa sossegados porque quem “manda em nós” defende que somos mais produtivos e criativos afastados. Ou então já não nos pode ouvir.

Isto assim parece tudo muito bonito não é? Trabalhar em casa ainda por cima porque nos mandam. Mas na realidade nem sempre é.

Trabalhar em casa exige muita disciplina e força de vontade. Existem inúmeras distracções pela casa toda. Seja o marido que está de folga e anda a cirandar pela casa. Sejam as infinitas tarefas domésticas que não se fazem sozinhas. Ou a campainha que toca milhentas vezes. 

Após muitos “desgostos” e desconcentrações, hoje em dia, tento fazer tudo da mesma forma que nos restantes dias que vou para o exterior. Acordo à mesma hora. Faço a cama. Tomo o pequeno-almoço, vejo o que está na minha lista de tarefas (sim eu sou dessas pessoas que fazem listas) e trabalho. Paro para comer e para evitar as distracções oiço música. Se podia parar para estender a roupa ou para arrumar a loiça? Podia! Mas isso significaria atrasar todo o trabalho e mais tarde desperdiçar as horas que tenho para estar com a família a trabalhar.

Trabalhar em casa é confortável no sentido que não gastamos tempo/dinheiro na deslocação. Por outro lado, é muito solitário e é preciso ter um auto-controlo muito grande para não escorregar e atrasar tudo. E não, eu não trabalho de pijama!

Trabalhar fora de casa é chato porque temos que fazer a viagem faça chuva ou faça sol. Por vezes os colegas não são do mais simpático que há. Nunca chegamos a horas decentes.

No meu caso, tenho dias. Adoro os meus poucos colegas. E estar com eles todos os dias da semana não é desgastante de forma nenhuma para mim. Somos uma equipa com muita confiança uns nos outros. Sabemos separar os nossos relacionamentos. Somos amigos mas no horário de trabalho somos colegas de trabalho. Somos novos mas com responsabilidades. Brincamos quando temos brincar e gritamos quando temos que gritar. Sem ressentimentos. 

E agora vem aquela célebre frase em que digo que o problema não são eles mas sim sou eu. Há dias que não me consigo concentrar de forma nenhuma. Até uma mosca me distrai. 

Sabem o que vos digo? Aprendi a respeitar todas as profissões e formas de trabalho que existem. Todos andamos a lutar pelo mesmo. Pela nossa vida, pelo conforto da nossa família e pelo nosso futuro.

Trabalhar dentro ou fora de casa pode levar-nos à loucura se não gostarmos do que fazemos, se o ambiente não for o melhor ou simplesmente porque o trabalho em causa é muito desgastante. Conclusão, não existem trabalhos perfeitos porque tudo se baseia nas pessoas e as pessoas não são perfeitas. Não podem ser. Prefiro assim. 

Ser feliz no trabalho nem sempre é comum e eu sinto-me privilegiada com isso. Sei que não vou ser rica a fazer o que faço mas tudo o que tenho aprendido e o sentimento de ultrapassar mais um objectivo é muito bom também.  Eu sei que às vezes só vejo as coisas a cor-de-rosa mas há que ser positivo.

Ah! Para finalizar. Tu que trabalhas em casa não deixes que te desconcentrem. Não deixes que pensem que não fazes nenhum e que tens todo o tempo do mundo. E tu que trabalhas fora força nisso porque alguma coisa de boa tens. Só tens de a procurar.

Eu por aqui jogo nas duas equipas. E gosto! :)

Força pessoal! Espero que tenham gostado de ler um pouco mais sobre as minhas rotinas.Um beijinho. Bom fim-de-semana!

Nota: Este post é apenas um artigo de opinião. Não tem por objectivo personificar nem criticar ninguém.


17 comentários:

  1. Também trabalho a partir de casa! E gosto! Mas no meu caso concilio as tarefas domésticas com o trabalho (isto porque trabalho por contra própria por isso dá-me uma certa liberdade). Recentemente eu e o meu marido decidimos que eu trabalharia a partir de casa, assim estaria disponível para fazer o meu trabalho profissional e também para fazer as tarefas domésticas para que tudo não se acumulasse para o fim de semana (com 3 filhotes podes imaginar as toneladas de roupa suja, os brinquedos desarrumados, as migalhas constantes pelo chão, as refeições, para não falar das restantes e habituais rotinas domésticas). Até agora resulta muito bem e confesso que mesmo assim há dias em que não consigo fazer tudo o que tenho para fazer! Acho que foi a melhor opção que tomei! Mas obviamente nem todos podem fazer essa escolha. Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso imaginar como deve ser difícil gerir uma casa com tanta gente e os pequenitos dão sempre mais que fazer. ehehe :)
      Eu acho que quem pode fazê-lo poupa bastante e tem muitos ganhos ao trabalhar em casa.É preciso é ter método e organização. :)
      Boa sorte aí para o teu trabalho. Uma beijoca e obrigado por escreveres.

      Excluir
  2. Concordo que sim, é necessário disciplina e motivação. Eu estou nessa situação com a diferença que trabalho num escritório, tenho um horário a cumprir e 20 minutos de viagem para fazer todos os dias. De resto, eu é que estou encarregue dos meus tempos, desde que chegue ao final do dia e tenha cumprido tudo o que me foi pedido, tudo bem. Trabalho sozinha, sem colegas. Vai-me valendo a Rádio Comercial e a Internet. Mas não é fácil pk às vezes torna-se frustrante e desmotivador..... Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Olá Sarinha,

    É muito bom saber um pouquinho das rotinas do 'lado de lá do ecrã' :-)
    Eu nunca trabalhei em casa, sempre trabalhei fora de casa e com toda uma logística que isso acarreta, aind para mais quando se tem filhos... É uma ginástica, mas uma ginástica compensadora, acho :-)
    Mas imagino que trabalhar em casa (por mais que se pense que é perfeito) não o deve ser de forma alguma... Agora se tu tens as 2 vertentes, isso sim não deve ser monótono, digo eu... Se bem que isto é tudo muito relativo...
    Disseste uma coisa acertadíssima, o importante é gostarmos do nosso trabalho, seja em casa ou fora... É meio caminho andado para que tudo nos corra pelo melhor e andemos motivados...

    Beijinhos grandes***
    Ah, gostei do título (reflexões de algibeira) :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro o que faço e por isso nunca se pode tornar monótono.
      Eu imagino que com filhotes as coisas não devem ser nada fáceis! :)
      Beiijinho`*

      Excluir
  4. Para mim seria a loucura, não iria comseguir fazer nada de jeito!
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
    -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso muita força de vontade para não se cair na distracção. :)
      Beijinho

      Excluir
  5. Pois, eu imagino que seja um bocado difícil. Quero dizer, teoricamente é mesmo um sonho, mas pode acabar por não ser bem assim. Basta uma pessoa estar a estudar em casa para arranjar mil e uma coisas para se distrair - e disso tenho eu experiência :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas acaba por ser bom. Naqueles dias que não tenho ir para o escritório é óptimo. Não apanho chuva, nem calor e se tiver menos bem-disposta não tenho que forçar conversas. ehehe
      Mas há tanta coisa que nos distraí! :p
      Beijinho

      Excluir
  6. Parece um post dedicado a mim ihihihi


    <3

    ResponderExcluir
  7. Achei muito interessante, nunca trabalhei em casa, mas acho que se estabelecesse regras seria inclusive motivador.
    Mas gostei imenso em ver esse lado que para mim era desconhecido!!!
    Beijinho Minha Querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! :D
      Acho sempre giro partilhar coisas que nunca se sabem de quem está do outro lado do ecrã.
      É motivador sim. Principalmente quando gostas do que fazer. Beijocas*

      Excluir
  8. Nem sempre deve ser fácil, realmente.

    ResponderExcluir
  9. Não deve ser fácil trabalhar em casa, porque estamos sujeiros a estar sempre a ser interrompidos e a deixar o que estamos a fazer para fazer outras tarefas também necessárias.Acaba.se por prolongar mais o trabalho em casa. Mas o facto de não ter de estar em filas de transito todos os dias e apoiar mais a família é uma grande vantagem.
    Ana
    http://receitasfaceisrapidasesaborosas.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Ana. Existem vantagens e desvantagens. Há coisas que não consigo fazer caso esteja fora. :)
      Beijinhos

      Excluir