domingo, 18 de fevereiro de 2018

Pão de Espelta e Frutos secos…a correr! (robot&tradicional)

Há muito tempo que por aqui não se fazia pão caseiro. A desculpa do tempo que passa a correr e das mil e uma tarefas que temos de fazer em 24 horas vai adiando. O tempo é uma coisa valiosíssima nos dias de hoje. É como que um bem precioso. E na verdade é mesmo. Nós é que não nos apercebemos. Dar tempo a alguém torna-se um gesto especial. Passar tempo com alguém, escutar esse alguém pode ser um gesto de amor e de demonstração de carinho. Já pensaram como as nossas vidas andam aceleradas?

Às vezes, observo o ritmo frenético com que as pessoas se movem. Muitas vezes dispensam o “bom dia” e a cara fechada é uma constante. Isso assusta-me um pouco. No outro dia, na caixa do supermercado dei a minha vez a uma senhora que só tinha um artigo. A senhora agradeceu-me tanto que eu até estranhei. Será normal estranharmos este tipo de coisas? As palavras dela foram que “é raro encontrar alguém simpático nos dias que “correm”. Lá está, os dias correm. Eu fiquei a pensar naquilo! A vida é complicada, eu sei. Mas de vez em quando permitam-se abrandar o ritmo. Olhar à volta. Dizer “bom dia”, sorrir, pensar no que de positivo têm. O vosso corpo vai agradecer-vos mais tarde. Toda esta reflexão porque fiz pão em casa? Sim!

Fazer pão pode ser relaxante. O pão demora a levedar e a crescer. Assim como nós. Levamos a vida toda a aprender, se formos abertos a isso. E podemos crescer em qualquer idade. Mudar de hábitos e fazer algo que nos equilibre.
Posto isto, como andava um pouco acelerada e depois da troca de palavras no supermercado fui para casa fazer pão. Foi lá, no Aldi, que comprei a farinha de espelta e também a mistura de frutos secos. Fica a dica amiga! Que pão fantástico, é o que vos tenho a dizer! Pode ser perfeitamente comido com compota, manteiga, fica delicioso com queijo ou servir como caminha de um hambúrguer.

É super fácil de fazer. A massa é mais para o leve e pegajosa mas trabalha-se muito bem. E o cheiro que deixa em nossa casa? É um ambientador natural. Já me tinha esquecido deste aroma fantástico. Depois disto é relaxar a comer um pão morninho com uma bebida quente e perder algum tempo a disfrutar.

Um beijinho,
Bons Cozinhados! Até breve.
P.S. Podemos saber mais sobre os benefícios da farinha de espelta aqui.
File0085
Pão de Espelta e Frutos Secos

O que faz falta:
200 ml + 100 ml de Água morna
1 pacote de Fermento biológico seco (7 gramas aprox.)
1 colher sopa de Xarope de Agave ou Mel
500 gr. De Farinha de Espelta
1 colher sopa rasa de Sal
2 colheres sopa de Azeite
1 chávena chá de Frutos Secos e Sementes (passas, nozes, cajus, amendoas, sementes de girassol)

File0089
Como Fazemos:

Robot de Cozinha (yämmi 1 com lâmina de mistura)
No copo do robot, colocamos 100 ml de água , o fermento e o agave/mel. Programamos por 3 minutos na velocidade 1 a 37ºC.
De seguida, acrescentamos a farinha de uma vez, a restante água, o azeite e o sal. Primeiramente ligamos por 15 segundos na velocidade 4. Depois amassamos por 3 minutos na velocidade 3.

Adicionamos os frutos secos picados grosseiramente e misturamos por 15 segundos na velocidade 5. Com as mãos enfarinhadas retiramos a massa do robot e transferimos para um recipiente untado com azeite. Deixamos levedar por 1 hora num sítio abrigado com um pano por cima.
Findo esse tempo, retiramos a massa para uma bancada enfarinhada e moldamos 6 bolinhas. A massa é pegajosa por isso é importante enfarinhar bem as mãos e a bancada.

Colocamos as bolinhas num tabuleiro forrado com papel vegetal e enfarinhado também. Tapamos novamente e deixamos levedar por mais 30 minutos.
Entretanto ligamos o forno para aquecer no máximo. Colocamos lá dentro um recipiente onde iremos colocar água para criar vapor e assim ajudar a formar uma crosta mais proeminente.

Passados os 30 minutos, colocamos água no recipiente que está forno, preferencialmente a ferver. Baixamos o forno para os 200ºC e levamos os pães a cozer por 25 a 30 minutos.

Retiramos os pães do forno e deixamos arrefecer numa rede. Comemos morninhos ou frios. Depois de frios conservam-se por 2 dias num saco fechado.

Modo Tradicional
Num recipiente misturamos os 100 ml de água morna com o fermento e o agave/mel. Deixamos descansar por 10 minutos.

Num recipiente largo, colocamos a farinha, abrimos um buraco ao meio e adicionamos a restante água morna, a mistura do fermento, o azeite e o sal. Amassamos bem com as mãos ou com uma batedeira com as varas de massa. Quando a massa formar uma bola juntamos os frutos secos picados grosseiramente e amassamos mais um pouco. Deixamos levedar por 1 hora num sítio abrigado com um pano por cima.

Findo esse tempo, retiramos a massa para uma bancada enfarinhada e moldamos 6 bolinhas. A massa é pegajosa por isso é importante enfarinhar bem as mãos e a bancada.

Colocamos as bolinhas num tabuleiro forrado com papel vegetal e enfarinhado também. Tapamos novamente e deixamos levedar por mais 30 minutos.
Entretanto ligamos o forno para aquecer no máximo. Colocamos lá dentro um recipiente onde iremos colocar água para criar vapor e assim ajudar a formar uma crosta mais proeminente.

Passados os 30 minutos, colocamos água no recipiente que está forno, preferencialmente a ferver. Baixamos o forno para os 200ºC e levamos os pães a cozer por 25 a 30 minutos.

Retiramos os pães do forno e deixamos arrefecer numa rede. Comemos morninhos ou frios. Depois de frios conservam-se por 2 dias num saco fechado.

Nota: Podemos ver a tabela de conversão e equivalências entre diferentes robots aqui e assim adaptar a receita a cada robot.

2 comentários:

  1. Pão caseiro...é simplesmente maravilhoso, quentinho e com manteiga...são uma perdição para mim mesmo, e esse cheio de sabor com os frutos secos e tudo...adoro.


    Blog - O Cantinho dos Gulosos

    ResponderExcluir
  2. Que ricos pães.
    Levo comigo a receita.
    Nem por acaso comprei esta semana um pacote dessa farinha para experimentar.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2018/02/sweet-world-e-umas-patas-de-veado-fit.html

    ResponderExcluir